Home / Redes Sociais / Utiliza apenas as redes sociais para gerar tráfego? Cuidado!

Utiliza apenas as redes sociais para gerar tráfego? Cuidado!

Com a grande oferta de redes sociais na web e as potencialidades de conseguir alguns bons resultados utilizando estas estratégias, por vezes(grande parte) os bloggers e empresas consideram abdicar do seu blog/website para investirem com mais força em redes sociais.  No entanto a adesão é cada vez maior às redes sociais e a sua expansão também.

As redes sociais devem fazer parte como uma das partes da estratégia, mas o foco principal deve ser o seu blog/website.

Não fique dependente dos sites de redes sociais

Todos sabemos o valor de utilizar o Facebook, o Twitter e o Linkedin para gerar “leads”, subscritores para a mailing list e clientes, assim como oferecem a possibilidade de criar relacionamentos e oferecer serviço ao cliente. É muito importante perceber onde estão os seus visitantes/publico alvo.

Ninguém duvida da importância das redes sociais, mas existe um potencial problema do qual necessita estar atento:

Os grandes sites de redes sociais são detidas e geridas por empresas privadas. A presença do seu blog/website nas mesmas está dependente e de acordo com as vontades destas empresas. Para perceber o real problema disto, pergunte a alguém que teve a sua conta do Facebook ou do Twitter apagada pelo serviço – muitas vezes por razões sem perceberem o porquê. No caso do Facebook, quantas mudanças já efetuou no seu perfil/página para acompanhar a evolução desta rede?

Imagine se o seu perfil é banido do Facebook por motivos que nem imaginava! É uma dor de cabeça gigantesca porque as páginas que estão agregadas também vão junto, incluindo os fãs…Claro que tem sempre a possibilidade de tentar negociar para recuperar a sua conta, mas leva o seu tempo. Este pode ser um potencial problema para um blog/website. Se não tiver um website, não tem um backup rápido para ser novamente utilizado.

Já agora, e se a rede social decide que quer começar a cobrar um valor para as contas empresariais? Cada vez mais isto já se começa a ver em grandes sites de redes sociais e também websites que eram gratuitos. E se esses valores forem exorbitantes? Ou então, se uma rede social que costuma utilizar como sendo a principal, de repente torna-se menos popular (lembram-se do MySpace?). Ou para completamente de estar Online? Ou se, pior ainda, os seus seguidores fartam-se do Facebook e encerram a conta? Onde vão encontrá-los? Tudo isto é perfeitamente possível acontecer a qualquer momento!

É difícil controlar conteúdos

No exemplo do Facebook, a estrutura da sua página de fãs é limitada e assemelha-se à do vizinho. Isto porque tem de seguir as regras da rede. É praticamente impossível otimizar a página para os motores de busca (além do link building) pois não tem acesso ao código. Já para não falar que para as pessoas seguirem e comentarem na sua página, necessitam de estar registadas no Facebook, o que por si só limita o acesso ao seu conteúdo.



O Facebook é fantástico para levar tráfego onde está o seu conteúdo, não para colocar o conteúdo inteiro. E se depois de gastar um balúrdio ou muito tempo com um design fantástico para um separador duma promoção, o Facebook decide eliminar os separadores?

Por estes motivos estará sempre dependente. Já para não falar dos milhões de pessoas que não têm conta no Facebook devido aos seus problemas de privacidade e outras questões. Este público nunca irá encontrar a sua página.

Este é apenas o exemplo do Facebook, mas esta situação acontece com todas as redes sociais, seja o Linkedin, o Twitter, etc. Todas têm limitações e estará sempre dependente.

O mundo online está constantemente a alterar-se e amanhã pode já não ter o mesmo sucesso. Há anos atrás o Yahoo era muito popular, até ser ultrapassado rapidamente pelo Google.

O seu blog/website é isso mesmo, é seu!

Um website é 100% seu, onde pode criar a sua imagem, a sua estrutura, e dar a conhecer a sua forma única de ser aos seus visitantes. Nenhuma rede social pertencente a uma empresa externa vai proporcionar-lhe a possibilidade de gerar tráfego orgânico nos motores de busca, tráfego esse que irá ter um papel fundamental na conversão dos visitantes do site em fidelização de clientes e vendas.

Conclusão

Se possui o seu próprio blog/website, é independente de todas as vontades externas e suspensões e também da incerteza que vem junto com confiar e depositar numa empresa externa a sua presença online. Mesmo que a empresa que detém o servidor onde o seu site está alojado de repente fecha, facilmente e rapidamente encontra outra.

Não se esqueça de que as redes sociais não existem para fazer um sucesso do seu negócio, mas sim para fazer um sucesso do  negócio delas mesmas! Portanto, a prioridade será sempre deles e nunca sua.

Numa estratégia de Marketing Digital deve utilizar as redes sociais para gerar tráfego e negócio para o seu blog/website, do qual não deve esquecer que o foco principal é o seu blog.

Pretendo alertar de que necessita de estar seguro. Utilizar as redes sociais, atualmente é obrigatório, além de promover o seu negócio, estas também são divertidas e proporcionam-lhe muitas oportunidades.

Pesquise bem onde deverá estar presente, não se fique apenas pelo Facebook e Twitter. Mas assegure-se que estas são um complemento, mas o principal será assegurar que tem o seu próprio website e o seu próprio domínio.

 

Sobre Miguel Brandão

Sou Miguel Brandão tenho formação académica em Marketing, Publicidade e R.P. frequentei durante 2 anos a licenciatura em Sistemas de Informação e Multimédia. Fui estudante durante 1 semestre lectivo na Universidade de Salamanca (Espanha). Trabalho com a Internet desde 2004 em WebDesign, SEO, SEM, WebMarketing, Email Marketing, Link Building, Landing Pages e posicionamento de websites.

Check Also

spam-no-analytics

Como evitar visitas indesejadas no Google Analytics

Para qualquer negócio online, nos dias de hoje, é fundamental saber o que se passa ...

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *