Home / Redes Sociais / As pequenas empresas ainda não acreditam no potencial das Redes Sociais

As pequenas empresas ainda não acreditam no potencial das Redes Sociais



Algumas das pequenas empresas na Internet usam as redes sociais e pessoalmente acredito que isso afecta positivamente de algum modo os seus negócios, mas a grande maioria não sabe como fazer para potenciar os seus negócios nas redes sociais e também preferem não entrar na Internet e redes sociais. Em Portugal ainda há uma barreira dos empresários em relação a apostar fortemente no canal Internet e principalmente redes sociais.  Além disso, a maioria não planeia investir on-line até que eles compreendam as práticas e os resultados.

Num estudo efectuado pela empresa socialstrategy1.com quase 73% dos membros da comunidade dessa empresa, os  proprietários de pequenas empresas disseram que acedem às redes sociais em smartphones ou outros dispositivos móveis, mas 67% estão a atrasar o investimento nas redes sociais, porque não sabem por onde começar. Estes empresários acham que poderão vir a ter uma sobrecarga, em particular de recursos necessários para satisfazer as expectativas dos utilizadores das redes sociais.

Depois há o medo de partilha de informações sensíveis(cerca de 51%), 50% dizem que há muito conteúdo para gestão nas redes sociais e uma sobrecarga de informação cerca de 44%. Neste estudo estiveram envolvidos 343 executivos de pequenas empresas, predominantemente de empresas com menos de 10 trabalhadores.

Este estudo foi realizado nos E.U.A e pode muito bem ser o exemplo para os restantes países.

A solução passa por tratar as redes sociais como uma plataforma para ouvir, e não falar. O foco está solidamente na promoção para aumentar a notoriedade da marca. No entanto, 60% dizem que querem usar as redes sociais como fonte de informação, mas simplesmente não sabem como. Aqui estão os passos iniciais que as pequenas empresas precisam fazer:

Encontre os seus clientes online. Há um mundo para além do Facebook e do Twitter on-line, onde as pessoas colocam e exprimem os seus sentimentos instantaneamente. Identificar os lugares onde os clientes comentam, onde se ligam e partilham conteúdo. Identificar as insatisfações principais e considerar produzir maneiras para automatizar tarefas para os clientes.

O melhor será contratar um especialista para monitorizar todas estas acções, porque ir para as redes sociais sem nenhuma estratégia ou medir todas as acções na Internet, nem vale a pena pensar em entrar no canal Internet! Em baixo está um infográfico com os dados deste estudo realizado pela empresa socialstrategy1.com

Partilhe este artigo com os seus amigos.

[Total: 0    Average: 0/5]

Sobre Miguel Brandão

Sou Miguel Brandão tenho formação académica em Marketing, Publicidade e R.P. frequentei durante 2 anos a licenciatura em Sistemas de Informação e Multimédia. Fui estudante durante 1 semestre lectivo na Universidade de Salamanca (Espanha). Trabalho com a Internet desde 2004 em WebDesign, SEO, SEM, WebMarketing, Email Marketing, Link Building, Landing Pages e posicionamento de websites.

Check Also

Halloween: os medos para quem tem 1 Blog

A comemoração do Halloween é sempre boa para quem gosta do tema ligado ao terror ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ao navegar neste site, está a concordar com o uso de cookies. mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close