Skip to content

Investir em marketing online pode gerar vendas offline

Neste artigo vou apresentar um case study elaborado pela empresa “ComOn Intelligence” e o desafio seria comprovar que investir em marketing online pode gerar vendas offline. Segundo o que nos diz o blog da ComOn, neste caso de estudo, tentaram criar um ambiente controlado que permitisse fazer uma análise do efeito ROPO.

O fenómeno ROPO (Research Online Purchase Offline) é conhecido, mas extremamente difícil de mensurar, pois existe quase sempre várias condicionantes (promoções, sazonalidades, impulso, etc) que inviabilizam uma associação directa entre a pesquisa online e a compra offline numa loja física.

Através de um investimento reduzido de algumas dezenas de euros numa campanha de marketing online, conseguimos estimular o consumidor a deslocar-se fisicamente à loja Staples, originando um crescimento de 200% das vendas offline do Leitor de Cartões do Cidadão.

No infográfico em baixo estão os dados resultantes deste estudo efectuado pela empresa “ComOn Intelligence“, poucos são os casos de estudo efectuados ou apresentados pelas empresas Portuguesas! Queria agradecer à “ComOn Intelligence”  pela divulgação e pela autorização da partilha destes dados, onde podemos concluir que investir em marketing online pode gerar vendas offline.



staples case study ropo ecommerce analytics PT

Versão WhitePaper (PDF)
Case Study produzido por comOn Intelligence

Miguel Brandão on FacebookMiguel Brandão on FlickrMiguel Brandão on InstagramMiguel Brandão on LinkedinMiguel Brandão on TwitterMiguel Brandão on Youtube
Miguel Brandão
Miguel Brandão
Sou Miguel Brandão tenho formação académica em Marketing, Publicidade e R.P. frequentei durante 2 anos a licenciatura em Sistemas de Informação e Multimédia. Fui também estudante durante 1 semestre lectivo na Universidade de Salamanca (Espanha). Desde 2004 que trabalho Online para clientes e projetos próprios. Atualmente sou CEO da SEOlabs.pt com serviços de SEO. Sou responsável de diversos sites e blogs de diversos nichos em Portugal, Espanha, Brasil, Colômbia e Peru.