Home / Web Marketing / Dicas de marketing digital para a sua loja virtual

Dicas de marketing digital para a sua loja virtual

Neste artigo vou partilhar com você algumas dicas e estratégias que deve implementar no seu projeto de ecommerce [ou loja virtual, ou loja online]. Pode consultar na Wikipédia a definição de comércio eletrônico.

Primeiro de tudo, quero falar um pouco das lojas virtuais, porque provavelmente será o futuro, eu diria até que já não é futuro algum é o presente! Se as empresas e pessoas querem vender os seus produtos e até serviços devem apostar fortemente no comércio eletrônico.

Mas porque uma empresa deve apostar neste tipo de negócio? A resposta é muito simples; com uma loja online bem projetada na web você pode ter milhares ou até milhões de clientes por todo o mundo! O seu cliente já não é mais aquela pessoa que passa na sua rua onde você tem a sua lojinha aberta, com uma loja virtual na Internet você pode ter clientes de todo o mundo.

Mas é assim tão fácil e simples?

Claro que não! Como qualquer outro negócio, o ecommerce tem as suas regras e cada vez mais os governos de todo mundo estão apertando mais, no sentido de proteger os consumidores.

Um dos grandes problemas das lojas virtuais eram as burlas. Até que chegou a um certo ponto que os clientes deixaram de pagar e comprar online devido a esse problema; falta de confiança em lojas online. Eu próprio também por isso enquanto consumidor. Antes de comprar um produto numa loja virtual, pesquisava exaustivamente sobre essa empresa que vendia na Internet para perceber se era ou não de confiança.

Com a evolução das ligações de Internet(velocidade e 4G) a melhorarem cada vez mais, os dispositivos móveis também se adaptaram aos websites de lojas online e vice versa, nos dias de hoje é muito mais fácil e de confiança comprar produtos em lojas virtuais.

As grandes marcas perceberam que esse seria o caminho, transmitir ao consumidor total confiança em comprar na web, os processos de pagamento ficaram bem mais simples e seguros, a entrega dos produtos ao consumidor melhorou e muito quase sem falhar timings, as pequenas lojas online também seguiram esse exemplo e hoje conseguem faturar muito bem.

A legislação na Europa, Brasil e EUA

Com tudo isto a melhorar no comércio eletrônico os governos resolveram também criar legislação para regularizar este tipo de empresas e proteger os consumidores. Deste modo veio também ajudar ainda mais a criar confiança para todo mundo comprar online.

Nos slides em baixo podemos ver algumas informações das leis e tributos no e-commerce: um parelo entre o Brasil, EUA e Europa;

Em Portugal podemos consultar aqui alguma legislação referente ao comércio electrónico assim como na união europeia.

Durante este ano de 2016 a União Europeia, pensando uma vez mais nos consumidores e na transparência das compras online, criou uma plataforma para resolver disputas relacionadas com o comércio electrónico em todos os estados membros da U.E.

plataforma online para resolver disputas relacionadas com o comércio electrónico

Na minha opinião, esta iniciativa da U.E. pretende trazer cada vez mais confiança ao consumidor para fazer compras em websites de comércio eletrônico. Como é óbvio, tudo isto não quer dizer que agora não existam burlas, tal como no offline também existe, cabe a cada consumidor analisar muito bem a loja online onde vai comprar e perceber se é de confiança ou não!

Depois de uma abordagem aos termos legais da criação de lojas online, vou então referir alguns aspetos em ter em conta para qualquer pessoa/empresa conseguir abrir um negócio online através de uma loja virtual.

Alguns pontos a considerar para ter a sua loja online

Não basta querer vender produtos, ter uma loja online e já está! Desta forma não vai conseguir sobreviver muito tempo na web. Será necessário:

  • Ser um projeto bem pensado
  • Bem planeado
  • Executado

Seja qual for o projeto a lançar na web, é necessário pensar muito bem no tipo de projeto e mais ainda se for para vender produtos numa loja online. Não nos podemos esquecer que, como já escrevi em cima, um dos pontos muito importantes a ter em conta é transmitir e dar a total confiança e transparência ao consumidor/cliente que pretende comprar na nossa loja virtual

Por isso temos de pensar nos métodos de pagamento que os utilizadores mais utilizam e disponibilizar para o cliente. Por exemplo, se eu quero comprar um determinado produto numa loja virtual e quero utilizar o PayPal para pagar, esse método de pagamento tem que estar disponível porque senão eu não vou comprar e vou para outra site de comércio eletrônico!

Colocar os dados da empresa é também muito importante para transmitir confiança ao cliente, coloque a morada da empresa e se quiser até as fotos das pessoas que estão por trás da empresa… Ou seja pense sempre em transmitir o máximo de confiança ao seu cliente!

Os idiomas da loja online? Vai ser apenas em Português? Vai ser também em Inglês?

Os produtos da loja online, são atualizados com frequência? Como vai ser feita essa atualização? O stock, as cores as imagens, os textos, etc, como e quem irá fazer? Tem recursos humanos para isso tudo?

Estão criadas as páginas: Politica de privacidade e de registo de contas de cliente, termos de utilização e condições comerciais e até de Afiliados caso queira apostar neste tipo de estratégia? Este tipo de páginas são pensadas para transmitir confiança ao utilizador/comprador.

Estes são apenas alguns pontos a ter em conta e que devem ser muito bem pensados e planeados.

Vou dar um exemplo que aconteceu comigo e com um cliente meu:

Contratou uma empresa para fazer a loja online(roupa), depois contratou-me para trabalhar SEO. 🙂

Mas quando eu vi a loja online pela primeira vez, fiquei chocado!

  • Não tinham quase produtos nenhuns
  • Não tinham dados nenhuns sobre a empresa
  • Os métodos de pagamento eram apenas o cartão de crédito
  • Não sabiam se os produtos e as coleções iriam estar muito tempo online
  • Os poucos produtos no site, não tinham descrição nenhuma. Apenas 1 imagem e tamanhos
  • Não tinha nenhuma informação se aquele produto havia em stock ou não
  • Muitas parte do site ainda não estavam funcionando
  • E muito mais…

Como é óbvio eu coloquei todo o projeto em causa! Expliquei tudo aquilo o que fazer numa loja virtual e muito mais. Ou seja, SEO não fiz nada(ainda) porque o mais importante não estava feito. Não tinha sido nada pensado nem planeado para depois ser bem executado.

Este é um dos grandes problemas atuais no comércio eletrônico. Existem muitas ferramentas/plataformas que qualquer pessoa pode fazer uma loja virtual, como é o caso da conhecida WIX.

Na plataforma WIX consegue criar uma loja virtual em poucos minutos, esta é uma das ferramentas mais conhecidas na web para criar websites e lojas online. Com várias templates à escolha, já com vários métodos de pagamento disponiveis onde pode escolher os que quiser, fazer a gestão de produtos sem estar dependentes de programadores, etc.

Hoje em dia, com esta facilidade de criar projetos online para vender produtos, todo mundo esquece-se de pensar na base, pensar, planear e executar. Não são as plataformas de lojas virtuais como a WIX que vão fazer isso por você, é você mesmo que tem de saber criar o seu caminho!

Como escolher a plataforma de comércio eletrônico

Este será provavelmente um dos pontos mais “simples e rápidos” do processo de criação de lojas online. Existem centenas de plataformas na web para comércio eletrônico, até um programador poderá fazer a sua loja virtual. Tal como o exemplo anterior que eu dei, a WIX poderá ser uma escolha acertada.

Como eu costumo dizer, vamos caminhar, com um passo de cada vez!

Ou seja, para quê comprar uma plataforma super poderosa que custa milhares de €uros, se ainda estamos a começar? Por isso recomendo sempre começar com uma boa plataforma que seja simples, fácil de execução, fácil de gerir, estável(servidores) e que ao longo do tempo do nosso crescimento nos dê a facilidade de ir fazendo também upgrades e assim crescer à medida que nosso negócio online vá crescendo.

Como é óbvio este tipo de plataformas com a WIX já têm experiência no mercado e já estão preparadas para tudo isso. Um dia mais tarde se quiser utilizar uma outra plataforma também não terá problemas, porque basta fazer a migração. O que em termos técnicos será bem simples.

Como atrair visitantes à sua loja virtual

Ora aqui está um dos pontos importantes em toda a estratégia de negócio nas lojas virtuais. qualquer projeto na web sem visitas é a mesma coisa que não existir. Portanto, é muito importante apostar em diversas estratégias de marketing digital para conseguir atrair tráfego qualificado para a sua loja online e para depois converter essas visitas em clientes.

Não é fácil, mas não é impossível. Normalmente uma das coisas que os responsáveis dos projetos online fazem é começarem quase desde o 1º dia que a loja está online, é fazer publicidade no Google com Adwords e no Facebook com Ads.

Não estou a dizer que esteja errado…

Mas há outras alternativas e estratégias para aumentar o tráfego para as lojas online. Para além da publicidade, podemos e devemos apostar também em estratégias de SEO, content marketing ou marketing de conteúdos, vídeos, social media e muito mais…

Mais uma vez terá de pensar nas estratégias a utilizar para o marketing digital para assim, conseguir atrair visitas para a sua loja virtual. Depois de pensar e planear deve obrigatoriamente por em prática(executar) o plano de marketing digital.

Uma questão importante: não basta conseguirmos aumentar o tráfego para a nossa loja, aumentar as visitas, é importante converter essas visitas em clientes. Recomendo a leitura deste artigo que explica e muito bem, como vender online.

Dicas de marketing digital para a sua loja virtual

Como cada vez mais vender produtos em lojas virtuais já começa a ser mais difícil, devido à concorrência e outros fatores, então recomendo aqui algumas dicas que podem marcar a diferença em lojas online:

  • As imagens: dos produtos deverão ser de alta qualidade mas com baixo peso(em termos Mb). Devem ter uma boa largura para que o cliente possa ver bem os detalhes e as formas. Utilize a funcionalidade ZOOM para as imagens. Certo produtos esta funcionalidade é mesmo importante e diferenciadora.
  • Vídeos: crie vídeos dos seus produtos, para que o cliente consiga ver na realidade o tipo de produto que está a vender. Com boa luz e uma camera de um smartphone já é possível criar bons vídeos e colocar no Youtube para depois você fazer o <embed> dos seus vídeos nas páginas de cada produto.
  • As cores: embora por vezes não se dê valor a esta questão, o que é um fato é que com uma boa conjugação de cores poderá ser uma boa ajuda para vender mais.
  • Reviews dos produtos: sabia que cerca de 60% dos visitantes a lojas online vão ver as reviews dos produtos antes de fazer qualquer compra? Isto para tomarem decisões, se vão ou não comprar este tipo de funcionalidade influência e muito a tomada de decisão do potencial cliente.
  • Os selos de confiança: este tipo de selos nas lojas online já são valorizados pelos visitantes, porque traduzem mais confiança e quantos mais conseguir obter para o seu negócio, melhor será para aumentar a conversão de visitantes vs compradores. Em Portugal temos por exemplo este selo de confiança:da entidade ACEPI.
  • Página de contatos: deverá ser simples e o mais completa possível com informação importante para o utilizador.
  • Página de Checkout: sem barreiras e com poucos passos para não aborrecer o visitante na hora de comprar. Evitar colocar vários campos no formulário que não servem para nada. O utilizador pode mais tarde preencher esses campos, como por exemplo a morada de entrega e morada fiscal.
  • Métodos de pagamento: tente perceber quais os métodos de pagamento mais utilizado por cada país e disponibilize ao potencial cliente. Seja simples e prático, não complique. Pense: o cliente só quer pagar!
  • Pesquisa: se possível coloque na loja online uma forma de pesquisa para o utilizador utilizar quando não encontra o que pretende. Mas que funciona!
  • Velocidade: se há coisa mais aborrecida, é uma loja online que não abre ou demora a abrir os produtos que queremos ver. O que vai acontecer? O visitante vai sair da loja online e vai para outra…
  • Ajudas ao visitante: poderá colocar um live chat na loja online para ajudar a tirar dúvidas em tempo real aos visitantes, o termo FREE SHIPPING funciona muito bem para atrair o visitante a comprar, a escassez de produtos, promoções etc…

Portanto, estas foram algumas dicas que deverá ter em atenção na hora de criar uma loja online, ou então avalie a sua loja e perceba se todos estes pontos estão funcionais. Reveja tudo e analise, melhore sempre a sua loja online, olhe para a sua concorrência e perceba o que eles fazem de bom para você fazer ainda melhor.

Para finalizar gostaria também de partilhar um infográfico com diversas ideias e que serve como manual de Content Marketing para ecommerce.

E-Commerce

Partilhe este artigo com os seus amigos.

[Total: 0    Average: 0/5]

Also published on Medium.

Sobre Miguel Brandão

Sou Miguel Brandão tenho formação académica em Marketing, Publicidade e R.P. frequentei durante 2 anos a licenciatura em Sistemas de Informação e Multimédia. Fui estudante durante 1 semestre lectivo na Universidade de Salamanca (Espanha). Trabalho com a Internet desde 2004 em WebDesign, SEO, SEM, WebMarketing, Email Marketing, Link Building, Landing Pages e posicionamento de websites.

Check Also

Não abandone os seus projetos online no Verão!

Aqui em Portugal é verão e está muito calor! Esta é a altura do ano ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ao navegar neste site, está a concordar com o uso de cookies. mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close