Skip to content

Baidu – o novo motor de busca no Brasil

Eu já escrevi aqui no blog um artigo com os tipos de posicionamento em diferentes motores de busca. Como devemos, também tentar(se possível) diversificar a fonte dos nossos visitantes para não estarmos dependentes só do Google, para além das redes sociais, podemos apostar e ir testando os nossos esforços em novos e potenciais fontes de tráfego.

Por isso achei muito importante a noticia que saiu no dia 17 de Julho de 2014 na comunicação social do Brasil. O motor de busca mais utilizado pelos internautas na China – BAIDU – com milhões de utilizadores entrou no Brasil e traduziu o seu motor de busca para o Português!

Segundo a noticia sobre a entrada desta empresa Chinesa no Brasil, para além de disponibilizarem o motor de busca e outras diversas ferramentas, China e Brasil firmaram um acordo de cooperação para construção de Centro de Tecnologia e Desenvolvimento.

Baidu

Imagem principal do motor de busca Baidu

imagem: Clauber Caetano/ PR

 

Ferramentas adicionais do Baidu

Este forte concorrente do Google, não é por acaso que entrou no Brasil. Os países da América do Sul estão em forte crescimento no que toca ao digital e ainda são um mercado com muito potencial para evoluir e por isso esta aposta parece-me ser o inicio dessa estratégia. Não esquecendo que o Brasil é o maior país da América do Sul.

O motor de busca Baidu tem também integrado algumas ferramentas muito úteis para os utilizadores e todas elas gratuitas que pode encontrar na página principal no canto inferior direito:

  • PC Faster – ferramenta que ajuda o seu computador a ficar mais rápido.
  • Baidu Antivirus – ferramenta para proteger o seu computador.
  • Spark Browser – é um navegador para o acesso à Internet tal como o Chrome do Google.
  • Hao123 – esta é a minha favorita! É um portal com MUITA informação e muitos sites à escolha, para se perder a navegar na Internet…

Vantagens em utilizar o Baidu

O Baidu é mais um motor de busca para entrar em “guerra” com a Google e outros. Sim, é verdade, mais um motor de busca a juntar aos que já existem: Google, Bing, Yahoo, etc…

Portanto, devemos pelo menos indexar as nossas páginas neste “novo” motor de busca no Brasil. Para isso temos de aceder à ferramenta para webmasters do Baidu. Tal como o Google, o Baidu também tem essa ferramenta, mas está em Chinês e ainda não foi traduzido para o Português ou até mesmo para o Inglês.

E como não devemos estar apenas e só dependentes das visitas que nos chegam do Google ou até do Facebook, devemos estar em todas as frentes caso isso seja possível.

Mas então como fazemos?

Como é que podemos utilizar a ferramenta de webmasters do Baidu para conseguirmos aparecer nos resultados das buscas e desta forma conseguirmos novas visitas?

Eu criei um guia passo a passo onde explico como fazer o registo na ferramenta para webmasters do Baidu.

Apenas gostaria de pedir um grande favor, se fizer o download deste guia passo a passo, partilhe com os seus amigos e divulgue, desta forma está a contribuir para o crescimento do blog Maiswebmarketing.

Obrigado.

downloadCONTEÚDOS EXTRA

Vou também partilhar com vocês uma ferramenta de análise de SEO mas focado apenas no algoritmo do BAIDU. É sempre interessante ficarmos a saber como está optimizado o nosso blog/site para o mercado Chinês mais concretamente para o BAIDU 🙂

Desta forma já pode começar a optimizar o seu blog/site para o BADU no Brasil.



 

Miguel Brandão on FacebookMiguel Brandão on FlickrMiguel Brandão on InstagramMiguel Brandão on LinkedinMiguel Brandão on TwitterMiguel Brandão on Youtube
Miguel Brandão
Miguel Brandão
Sou Miguel Brandão tenho formação académica em Marketing, Publicidade e R.P. frequentei durante 2 anos a licenciatura em Sistemas de Informação e Multimédia. Fui também estudante durante 1 semestre lectivo na Universidade de Salamanca (Espanha). Desde 2004 que trabalho Online para clientes e projetos próprios. Atualmente sou CEO da SEOlabs.pt com serviços de SEO. Sou responsável de diversos sites e blogs de diversos nichos em Portugal, Espanha, Brasil, Colômbia e Peru.