Home / Web / 7 dicas para escrever artigos em blogs

7 dicas para escrever artigos em blogs

Ao contrário do que se possa pensar, escrever para a web não é assim tão díficil. Ou, não deveria ser, pois é das formas mais simples e objectivas da escrita. Mesmo assim, muitas pessoas (principalmente para os que não são copywriters) encontram muitas dificuldades em escrever para sites e blogs.

Escrever conteúdos vai-se aprendendo ao longo dos anos e acima de tudo vamos também percebendo melhor os nossos erros. O melhor é começar mesmo a escrever só assim é que vai entender e melhorar a sua escrita para os seus visitantes.

Prepare-se também para estudar muito sobre “Como escrever para a web” e aprenda com a sua própria experiência e vá fazendo os seus próprios testes na escreita. Ou seja, escreva e analise se os conteúdos levamo o utilizador a partilhar o que escreveu. Não é fácil conseguir, mas tente!

Então, resolvi juntar (apenas) 7 dicas que eu acho que podem ajudar na hora de começar a escrever conteúdos e artigos para sites e blogs:

1 – Seja objetivo

Na internet, as pessoas tendem a ler na “diagonal” ou em “F”, depende muito se o visitante encontra no seu artigo aquilo que procurava. Ler textos longos, nem todos o fazem. Hoje em dia o utilizador não tem muita pacência para estar a ler um super artigo e cheio de enrolação…

Eu próprio cometia este erro muitas vezes, até que percebi de devemos ser muito objetivos com os conteúdos e para isso o Google Analytics ajudou-me muito.

Escrever parágrafos pequenos e adicionar sub-títulos frequentes irá ajudar o leitor a digerir o conteúdo mais facilmente, mais rapidamente e com uma maior compreensão.

2 – Escreva para os seus visitantes

Quando está a escrever no seu site/blog, está a escrever para os seus visitantes lerem e não a escrever para si próprio ou para o Google. Por mais que algo lhe faça muito sentido, pense que muitas pessoas não conhecem o seu produto ou serviço tão bem como você.

Por isso mesmo, utilize uma linguagem simples e peça SEMPRE a outras pessoas(de preferência) para lerem o conteúdo que escreveu antes de o colocar online.

Para quem conheçe perfeitamente as técnicas de SEO na optimização de conteúdos, tem a tendência de escrever muito para o Google e esquece-se que é necessário escrever para os visitantes. Eu por vezes também cometia muito este erro.

3 – Entender os pontos de entrada

Ao contrário por ex. de uma revista em que as pessoas lêem do início para o fim, na internet este conceito não existe. Aliás, pelo menos metade da audiência do seu site ou blog irá entrar por outra página que não a homepage.

As pessoas podem encontrar um artigo numa página do seu site através de um motor de busca, links em outros sites, etc. A página de entrada pode ser qualquer uma, por isso tenha isso em consideração quando escreve cada artigo.

dicas para escrever conteudos



4 – Perceber os relacionamentos que a sua escrita cria

Um artigo num site pode criar relacionamentos com outros sites ou então em outras páginas no seu site/blog, que pode guiar o visitante e levá-lo para uma outra página. Isto é feito através de links no texto para fontes de referência, como por exemplo outros artigos escritos sobre o mesmo tema mas que está dentro do seu site/blog.

A isto chama-se link building interno, o que é muito importante e o Google vê com “bons olhos”, claro sem abusar!

5 – Trate os links como se fossem anúncios

Enquanto ter links no texto é bom para guiar as pessoas para outras páginas e aumentar o tráfego das mesmas, os links são como anúncios, podem dar vida à página mas apenas até um certo nível. Demasiados irão distrair o leitor do conteúdo do texto e até “alienar” as pessoas, afastando-as da página e não lendo o texto que escreveu inicialmente até ao fim.

Os links não se devem sobrepôr ao conteúdo.

Certifique-se de que cada link tem uma razão para lá estar e que sejam relevantes e relacionados com o artigo em questão. Pense nas relações que se criam entre informação, é disso que se trata a web.

6 – Analise as estatísticas

Os leitores online dão-lhe feedback instantâneo e não deve ignorá-lo. Não tem que se tornar um perito em estatística mas deverá ter uma ferramenta instalada que lhe permite interpretar estatísticas do seu site, que páginas são mais visitadas e principalmente o percurso que os seus visitantes têm no seu site, desde que entram até que saem do mesmo.

Aproveite também para perceber quais as páginas do seu site têm mais visitas e a partir daí pode escrever mais artigos e conteúdos sobre tema.

7 – Habitue-se à interactividade

No mundo online, tudo o que escrever poderá (e deverá) criar feedback. Seja no seu site, newsletter ou no Facebook, as pessoas irão responder ao que escrever. Habitue-se a este feedback e leve-o como algo positivo que lhe dará informação preciosa sobre como melhorar o que escreve.

E principalmente saber quando fazer um update ao conteúdo do seu site/blog, afinal o conteúdo deverá ser algo orgânico e não estático.

Partilhe este artigo com os seus amigos.

[Total: 0    Average: 0/5]

Sobre Miguel Brandão

Sou Miguel Brandão tenho formação académica em Marketing, Publicidade e R.P. frequentei durante 2 anos a licenciatura em Sistemas de Informação e Multimédia. Fui estudante durante 1 semestre lectivo na Universidade de Salamanca (Espanha). Trabalho com a Internet desde 2004 em WebDesign, SEO, SEM, WebMarketing, Email Marketing, Link Building, Landing Pages e posicionamento de websites.

Check Also

Como começar um negócio online

Esta é uma pergunta que me fazem cada vez mais… Como começar um negócio online! ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ao navegar neste site, está a concordar com o uso de cookies. mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close