Home / Ferramentas / 5 Dicas para escolher uma boa #hashtag

5 Dicas para escolher uma boa #hashtag


Quem nunca utilizou uma #hashtag que ponha o dedo no ar :). Pois é, o Twitter foi o grande responsável ou melhor, os utilizadores do Twitter foram os responsáveis em grande parte para a difusão e da extensão a outras redes sociais da utilização de #hashtags.

Podemos comprovar no site do Twitter – na central de ajuda – onde eles confirmam exatamente o que referi. Como eu sou um utilizador bem ativo e já há muitos anos, do Twitter, posso confirmar isso mesmo. Nem eu percebia o porquê de colocarem palavras com o caractere “cardinal” antes, não conseguia entender e principalmente as vantagens de as utilizar…

Mas, depois fui percebendo. E quando entendi de fato as grandes potencialidades para utilizar #hashtags comecei a colocar sempre no meus tweets que eram compostas por keywords.

Uma das grandes vantagens ao utilizar as #hashtags é que estas viram hiperlinks dentro da rede e são indexáveis pelos mecanismos de busca. Por isso mesmo outros utilizadores podem fazer buscas no Google por determinadas #hashtags e ir clicando para ter acesso a várias discussões sobre os temas que mais lhe interessam e assim até participarem.

O Facebook, o Google+, o Instagram, Youtube e outras mais também destacam as #hashtags o que já é uma prova do grande poder na web deste tipo de “técnica” para encontrar temas ou assuntos que estão a ser discutidos no momento.

E agora, coloca-se uma questão importante: mas como podemos controlar as #hashtags de várias redes sociais num local só? Para não andarmos a saltar de rede em rede, já existem diversas ferramentas para este efeito.

Deixo aqui uma ferramenta que na minha opinião é uma das melhores e que eu utilizo sempre. Basta colocar a #hashtag ou termos, que numa só página esta ferramenta junta tudo e de todas as redes sociais ou das principais.

tagboard

Como criar uma #hashtag

Para criar uma #hashtag, o que precisa fazer é juntar apenas o caractere # e uma palavra-chave relevante.

Pode inserir #hashtags em qualquer lugar das suas mensagens: na frente, no meio ou fim. Alguns utilizadores gostam de colocar as suas #hashtags no meio dos posts, enquanto outros preferem inseri-las no final – o resultado é o mesmo, desde que as #hashtags sejam relevantes, tudo bem.

5 Dicas para escolher uma boa #hashtag

1. Utilize keywords curtas – como todas as grandes redes sociais já permitem a colocação de #hashtags, há uma tendência muito grande de colocar várias palavras na mesma #hashtag. O que é errado, imaginem este exemplo: #hojeediadesaircomamigas

Que grande confusão… No máximo 2/3 palavras para uma boa #hashtag e de preferência que seja uma boa keyword também ao nível das pesquisas. Não se esqueçam também que o Twitter só permite 140 caracteres por cada Tweet.

Utilizar no inicio de cada palavra letras maiúsculas é uma boa foma de memorizar e até fica mais legível. Por exemplo: #SeoPortugal.

2. Fácil de entender – se a #hashtag não se entende à primeira vista é porque não vai funcionar! O melhor é escolher palavras fáceis e diretas. Por exemplo: #SP (#SeoPortugal).

3. Não criar confusão – No exemplo em cima do ponto 1(#hojeediadesaircomamigas), imaginem que alguém troca ou esquece-se de alguma letra? Pronto, tudo estragado! O melhor é mesmo fazerem esse teste com amigos/colegas de trabalho, etc.

hashtag4. Fora do assunto – em termos profissionais, é importante saber se a palavra que pretendemos utilizar já está em uso, para sabermos o que está a ser discutido e se vai de encontro ao nosso tema.

Outra coisa importante, como vamos monitorizar uma #hashtag que já existe e que está a ser discutida por outros que não queremos para os nossos objetivos?

Depois devemos sempre ter em atenção a assuntos que podem causar incómodo aos utilizadores, tais como a religião, política, etc… Sejam originais e criativos.

5. Não abusar – este é um problema que se vê e muito atualmente. Várias #hashtags num só post! Qual o objetivo? Pretendem ser considerados Spammers? Muito cuidado no número de #hashtags por cada post em cada uma das redes sociais. Há quem recomende a utilização de no máximo colocar 3 #hashtags, também concordo.



Sobre Miguel Brandão

Sou Miguel Brandão tenho formação académica em Marketing, Publicidade e R.P. frequentei durante 2 anos a licenciatura em Sistemas de Informação e Multimédia. Fui estudante durante 1 semestre lectivo na Universidade de Salamanca (Espanha). Trabalho com a Internet desde 2004 em WebDesign, SEO, SEM, WebMarketing, Email Marketing, Link Building, Landing Pages e posicionamento de websites.

Check Also

SEOprofiler – Ferramenta de análise de SEO

Neste artigo vou partilhar uma ferramenta de análise de SEO que já testei e utilizo, ...

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *